quarta-feira, 18 de julho de 2007

Abaixo de cão

Hoje senti-me tratada abaixo de cão.
Tenho um passado profissional carregado de emoções, frustrações, vitórias, desânimos, enfim como as demais pessoas que já trabalham à uns tempos e que já viveram diversas experiências.
Enfim…Hierarquicamente tenho trabalhado com todo o tipo de pessoas, umas melhores outras piores, autoritárias..... mas como costumo dizer, nunca estamos bem com a vida que temos.
O certo é que há uns tempos a minha vida foi mudando um pouco e foi-me dada uma oportunidade, bem…, melhor dizendo a oportunidade foi-me exigida, mas ainda bem. Tive ocasião de trabalhar com pessoas que fizeram com que eu saísse da minha conchinha e aprendi muito, muito mesmo, mas também fui muito usada para brilharem, para cumprirem objectivos...e eu sempre por trás.
No entanto penso que tive o bom senso e a humildade de saber aprender, crescer com a situação que me foi imposta. Bem haja. A César o que é de César.
Entretanto e porque mudam-se os tempos mudam-se as vontades, a vida mudou e passei a trabalhar com alguém que até hoje sabe trabalhar, OUVIR, FALAR…não grita -- melhor dizendo não é um galo na sua capoeira, se bem que por vezes falta-lhe a crista, mas pronto…
Hoje senti, e ainda nem quero acreditar, mas essa pessoa de há uns tempos atrás, ignorou-me, fugiu de mim, senti-me pior que um cão…mal tratado claro.
Cada vez mais acredito e digo PERDERAM-SE os VALORES, as pessoas usam-nos emquanto precisam e depois…… xuto ...não precisam levas com um pontapé no c.. e nem te conhecem.
Fida-se não merecia isto….
Mas que se lixe eu não sou assim .

2 comentários:

Borboleta disse...

Primeiro de tudo dou-te o parabéns por não seres assim :) E porque o que semeamos hoje, colhemos amanhã, as coisas vão melhorar para ti e com toda a certeza vais ter os louros que mereces...
Beijo.

Dawa disse...

Hum... Regresso ao trabalho atribulado.
Ainda existem mta gente boa por aí e os outros n interessam. ;)
Beijinho!

Contagem

E faltam cinco dias para fazer uma cirurgia. Conforme vai passando vou-vos revelando um pouco mais do que se irá passar, que nem eu sei ...