quinta-feira, 14 de junho de 2007

Resposta à Lugares Comuns - Santos


Para responder
À tua poesia
Vou tentar escrever
Algo para ti minha amiga

Lugares Comuns é contigo
OH tão belas poesias
O Santo é teu Amigo
Assim como a Existências

A altas horas da madrugada
Te debruçaste e inspiraste
Deve ter sido a tua fada
Levantaste a tua Haste

Quanto à Calimera e o seu martelinho
Na cabeça de alguém martelava
Com força e jeitinho
O pior é se me mandam à fava

Stº António Stº Antoninho
Manda-me as continhas
S. João e S. Pedro
A 1 de Julho quero ir de férinhas

No teu Stº António
Se te sentiste com o grão na asa
Não tenhas dúvidas foi do convívio
Telefonavas que eu levava-te a casa

A distância não importa
Vens cá no S.João
Eu abro-te a porta
Brincamos até mais não

Cá não há casamentos
Não te dá a fobia
Come-se é muitos pimentos
Pode é dar-te azia

E para falar nas sardinhas
Para manter a tradição
Até podem ser miudinhas
Mas deves come-las à mão

Não tenho jeito para poesia
Vou dar por terminada
A minha sabedoria
Ficou aqui esgotada

2 comentários:

... o lugar que eu sou disse...

Excelente Calimera! Fartei-me de rir. Gostei particularmente da rima dos pimentos (dão azia mas não há fobia) e das sardinhas assadas (mesmo como eu gosto pequenina e comida à mão)!
Beijinhos

Borboleta disse...

Gostei muito:) Afinal quando queres, até dás um jeito;)

Contagem

E faltam cinco dias para fazer uma cirurgia. Conforme vai passando vou-vos revelando um pouco mais do que se irá passar, que nem eu sei ...